Gloog  
Respostas · Local · Imagens · Vídeos · Notícias
    
Procurar palavra-chave em:          
Gloog Respostas  
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
ELIO GASPARI

A parentela de Erenice

Erenice Guerra chorou quando Lula levou-a para conhecer o Palácio da Alvorada. Seu pai fora um dos candangos que deixaram o sertão nordestino na segunda metade dos anos 50 para construir Brasília. Pedreiro, ajudara a montar aquela caixa de vidro e mármore.

Em 1958, os peões da empreiteira da obra do palácio quebraram barracões do acampamento onde viviam porque encontraram vermes na carne que lhes era servida. As revoltas dos candangos não fazem parte da crônica épica da construção de Brasília.

A filha do candango do Alvorada diplomou-se em direito, criou quatro filhos na cidade-satélite do Guará, tornou-se servidora pública, militou nas ações sociais da Igreja Católica e ajudou a organizar o PT. Passou pela Secretaria de Segurança do Distrito Federal e pela Eletronorte. Como consultora jurídica do Ministério de Minas e Energia, conheceu Dilma Rousseff.

Uma história comovente, variante dos "Dois Filhos de Francisco", eco do estucador Pedro Nieddu, o avô de Fernanda Montenegro que trabalhou na construção do Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

A história de Erenice, de um Brasil capaz de tudo, no qual uma jovem mãe que percorria as ruas do Guará numa bicicleta se tornou chefe da Casa Civil da Presidência, desembocou na rotina das vorazes parentelas de Brasília.

Erenice voltou ao palácio no último domingo, para explicar a Nosso Guia as circunstâncias em que o neto do pedreiro do Alvorada virou despachante de pleitos milionários na sua área de influência.

Aos 19 anos, seu filho Israel entrou no mundo dos negócios como sócio de uma empresa montada pela mãe e registrada em nome de uma professora casada com um auxiliar de bombeiro hidráulico. Seu nome: Asa Imperial. O propósito: "atividades de investigação particular", "segurança e vigilância privada". (O PT conquistara o governo de Brasília havia dois anos, em 1995, e Erenice chefiava o gabinete do secretário de Segurança da cidade.)

Em 2006, Israel tornou-se gerente técnico da maternal Agência Nacional de Aviação Civil. Dois anos depois pousou no gabinete do senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO).

Saulo, irmão de Israel, é dono da Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, contratada por uma linha aérea para azeitar a venda de serviços aos Correios. Tem como sócia Sonia Castro, mãe de Vinicius Castro (ex-Anac), sobrinho do ex-diretor de operações dos Correios. Até segunda-feira, ele foi assessor da secretaria-executiva da Casa Civil.

Antonio Eudacy Alves Carvalho, irmão de Erenice, esteve na Controladoria-Geral da União e na Infraero, mãe de tantos bons companheiros. Maria Euriza de Carvalho, outra irmã da doutora, trabalhou no Ministério do Planejamento e é consultora da Empresa de Pesquisa Energética, de onde contratou, sem licitação, o serviço da banca de advocacia onde trabalhava Eudacy. José Euricélio, outro irmão de Erenice, foi funcionário do Ministério das Cidades.

Ao longo de 15 anos, a partir da instalação de um governo petista no Distrito Federal, quatro filhos e dois netos do pedreiro do Alvorada passaram por pelo menos 14 cargos nas áreas de transportes, saúde, planejamento, segurança, energia e burocracia legislativa. Pelo visto, pode ter sido pouco.
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 14 Outubro 2010 - Government - 3 Resposta(s) - Respondida
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Olá Corrupto Cracia: Roubar é poder!,

A sua resposta no Yahoo! Respostas foi denunciada pelos membros da comunidade:

"ASSASSINATO DE AMBIENTALISTA No dia 22 de maio de 2009, o pescador Paulo César Santos de Sousa, da Associação dos Homens do Mar (AHOMAR), do Rio de Janeiro, foi assassinado com três tiros no rosto e dois na nuca. Sua casa foi revirada à procura de documentos. Que documentos seriam esses que resultariam nesse brutal assassinato? Paulo dizia que corria risco de vida porque estava atrapalhando uma obra da Petrobrás. Ele era um dos líderes da AHOMAR que luta contra projeto da Petrobrás, PAC, consórcios Oceânica e GDK, de instalação de gasodutos. O projeto causa mortandade de peixes, prejudicando pescadores que há anos sobrevivem da pesca na Baia de Guanabara. Por conta das denúncias feitas pelos pescadores, a Prefeitura de Magé e o Conselho Municipal de Meio Ambiente vistoriaram o canteiro de obras do GLP e o interditaram por haver irregularidades. Nesse mesmo dia Paulo foi assassinado. ................. ................... ....................... ........................ ......................."

Esta resposta foi removida. Talvez isto ainda não esteja tão claro para você, mas todas respostas postadas no Yahoo! Respostas devem obedecer as Regras da Comunidade.

Se você acredita que sua resposta não viola as Regras da Comunidade, e gostaria de recorrer da remoção de sua resposta, você pode ter seu caso revisado pelo Atendimento ao Usuário. Você tem 7 dias para enviar o recurso.

Recorra desta decisão:

http://br.answers.yahoo.com/answer/appea...

Obrigado,
Equipe do Yahoo! Respostas
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 05 Outubro 2010 - Elections - 2 Resposta(s) - Respondida
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
ASSASSINATO DE AMBIENTALISTA

No dia 22 de maio de 2009, o pescador Paulo César Santos de Sousa, da Associação dos Homens do Mar (AHOMAR), do Rio de Janeiro, foi assassinado com três tiros no rosto e dois na nuca. Sua casa foi revirada à procura de documentos. Que documentos seriam esses que resultariam nesse brutal assassinato?

Paulo dizia que corria risco de vida porque estava atrapalhando uma obra da Petrobrás. Ele era um dos líderes da AHOMAR que luta contra projeto da Petrobrás, PAC, consórcios Oceânica e GDK, de instalação de gasodutos. O projeto causa mortandade de peixes, prejudicando pescadores que há anos sobrevivem da pesca na Baia de Guanabara.

Por conta das denúncias feitas pelos pescadores, a Prefeitura de Magé e o Conselho Municipal de Meio Ambiente vistoriaram o canteiro de obras do GLP e o interditaram por haver irregularidades.

Nesse mesmo dia Paulo foi assassinado.
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 03 Outubro 2010 - Elections - 1 Resposta(s) - Respondida
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
BELO MONTE. A FARSA.

O grupo de especialistas que analisou o EIA/RIMA da UHE Belo Monte aponta, entre outros problemas do Trecho de Vazão Reduzida, a insegurança alimentar das populações daquela área e a consequente diminuição da biodiversidade. Transcrevemos trecho das manifestações do especialistas contidas no documento intitulado Painel de Especialistas que não foram analisadas pelo IBAMA:


?No entanto, não se pode deixar de perceber a forma como o EIA pretende mascarar a falta desse modelo. Numa estratégia discursiva que tende a induzir o leitor à percepção de que os atingidos não sofrerão grandes mudanças, como por exemplo, nas considerações acerca dos grupos que serão atingidos, os elaboradores do EIA tentam obnubilar a inflexão negativa e vertiginosa nos padrões de segurança alimentar e hídrica a que serão impelidos pescadores e agricultores da região atingida. O EIA evita enfrentar o jogo político originado pela subtração do direito à vida dessas pessoas que enfrentarão a falta de água, de peixes e de todos os outros recursos subtraídos pelo desvio do curso do rio na região denominada pelos moradores da área da Volta Grande. Comprometer com tal intensidade as formas de vida dessa população torna inviável a construção da Hidroelétrica. Não apresentar o problema, portanto, é uma forma de torná-lo invisível e assim confundir os operadores da justiça que não observam nenhum direito violado."
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 03 Outubro 2010 - Elections - 1 Resposta(s) - Respondida
Corrupto Cracia: Roubar é poder!

Veja esta foto. É de uma quadrilha: http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com....
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 17 Setembro 2010 - Elections - 1 Resposta(s) - Respondida
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Corrupto Cracia: Roubar é poder!
Economia Internacional
Jornal questiona se China é parceira ou 'saqueadora' do Brasil

O jornal britânico The Guardian destaca em sua edição desta quinta-feira a construção de um enorme complexo portuário e industrial na costa do Estado do Rio de Janeiro, apelidado de "Estrada para a China", e questiona se o gigante asiático é um "parceiro" ou um "saqueador" do Brasil.

"Milhares de toneladas de minério de ferro, grãos, soja e milhões de barris de petróleo devem passar pela 'estrada' a cada ano em seu caminho para o Oriente, onde eles irão aliviar a aparentemente insaciável sede da China por recursos naturais", diz o Guardian.

Neocolonialismo

Na reportagem intitulada "Parceiro ou saqueador?", o jornal afirma que investimentos como o Super Porto do Açu garantiriam o acesso a recursos naturais fundamentais do Brasil.

No texto, o complexo de mais de R$ 4 bilhões e com área equivalente a 12 mil campos de futebol é descrito como "uma nova fase nas relações entre Brasil e China" pelo secretário de desenvolvimento econômico do Rio, Júlio Bueno.

Mas o jornal diz também que a obra está gerando protestos dos que veem a presença chinesa como neocolonialismo. O economista Delfim Netto é citado na reportagem, com uma declaração em que afirma que é um "erro grave" permitir que um país estrangeiro compre terras, minerais e recursos naturais do Brasil.

O empresário por trás do super porto, Eike Batista, rechaça as críticas ao crescente volume de investimentos chineses no País em entrevista ao jornal britânico.

"A associação entre Brasil e China é uma estrada de mão dupla", disse Batista ao Guardian. "Se você quer três toneladas de minério de ferro bruto, você produz uma tonelada de aço no Brasil."

"Essa filosofia está ganhando reconhecimento e é ótima para ambos os lados", defendeu o empresário, que é o homem mais rico do País.

Petrobras
O interesse chinês no Brasil também é assunto de uma reportagem do Financial Times nesta quinta-feira, que diz que investidores do país asiático estão analisando com interesse especial uma oferta de ações da Petrobras.

O FT fala dos "sólidos laços econômicos" estabelecidos entre os dois países nos últimos anos e destaca que a China considera o acesso a petróleo e gás uma questão de segurança nacional, já que o país é o segundo maior consumidor do mundo e produz menos da metade do que precisa.

Segundo o jornal, "as grandes empresas de petróleo chinesas estariam interessadas principalmente em investimentos não-operacionais em alguns dos campos de pré-sal brasileiros, o que poderia ajudá-las a ganhar experiência de operação em situações tecnicamente complexas".
Enviada por Corrupto Cracia: Roubar é poder! - 16 Setembro 2010 - Government - 2 Resposta(s) - Respondida
 
Páginas [1]  2  3  4  5    Próxima