Gloog  
Respostas · Local · Imagens · Vídeos · Notícias
    
Procurar palavra-chave em:          
Answer Search  


Quando e onde socrates viveu?


Quais os fatos mais marcantes da vida dele?
  • 02 Maio 2009

Melhor resposta - Escolhida pelo autor da pergunta

À semelhança do que acontece com Pitágoras, nenhumas certezas se podem ter acerca dos hábitos alimentares de Sócrates. A única certeza é o facto de que se especula muita coisa acerca do seu ambiente e o mais provável é que parte do que a história nos revela sobre a vida dele permaneça inexacta. De quase todos os filósofos gregos que elaboraram teorias inovadoras, Sócrates foi o que mais pôs em causa a ordem vigente, estabelecida pelo poder político. Ora, aquilo que se conhece da vida de Sócrates é muito pouco. O Sócrates histórico é conhecido através de escritos, principalmente, de Platão, mas não só. Também Xenofonte e Aristófanes (escritores gregos da época e seus discípulos) escreveram sobre ele. Mais tarde, Aristóteles, o primeiro "historiador oficial" da filosofia, inscreve-o como o filósofo que revoluciona, pela primeira vez, o conceito de humanidade. Todavia, nunca o conheceu.
Historicamente, o período em que decorre a vida de Sócrates situa-se entre 470 ou 469 a.C (nascimento) e, provavelmente, 399 a.C., ano no qual morreu, com 71 anos de idade. Não deixou quaisquer obras literárias ou escritos, pelo se torna difícil a determinação certa das suas ideias em torno da sociedade grega na altura, envolvendo a política, a religião e a intelectualidade de uma maneira geral.
  • resposta em: 03 Maio 2009

  • aprovada em: 09 Maio 2009

Outras Respostas (5)

  • Sócrates (em grego, ???????? [S?krát?s], (470?399 a.C.) foi um filósofo ateniense, um dos mais importantes ícones da tradição filosófica ocidental, e um dos fundadores da atual Filosofia Ocidental. Os diálogos de Platão retratam Sócrates como mestre que se recusa a ter discípulos, e um homem piedoso que foi executado por impiedade. Sócrates não valorizava os prazeres dos sentidos, todavia se escalava o belo entre as maiores virtudes, junto ao bom e ao justo. Dedicava-se ao parto das idéias (Fedro) dos cidadãos de Atenas, mas era indiferente em relação a seus próprios filhos.
    Detalhes sobre a vida de Sócrates derivam de três fontes contemporâneas: os diálogos de Platão, as peças de Aristófanes e os diálogos de Xenofonte. Não há evidência de que Sócrates tenha ele mesmo publicado alguma obra. As obras de Aristófanes retratam Sócrates como um personagem cômico e sua representação não deve ser levada ao pé da letra.
    Sócrates casou-se com Xântipe, que era bem mais jovem que ele, e teve três filhos: Lamprocles, Sophroniscus e Menexenus. Seu amigo Críton criticou-o por ter abandonado seus filhos quando ele se recusou a tentar escapar antes de sua execução, mostrando que ele (assim como seus outros discípulos), parece não ter entendido a mensagem que Sócrates tenta passar sobre a morte (diálogo Fédon), antes de ser executado.

    espero ter ajudado!
    • 02 Maio 2009
  • em 470-399 a.C em Atenas ^_^
    • 02 Maio 2009
  • Sócrates (em grego, ???????? [S?krát?s], (470?399 a.C.) foi um filósofo ateniense, um dos mais importantes ícones da tradição filosófica ocidental, e um dos fundadores da atual Filosofia Ocidental. As fontes mais importantes de informações sobre Sócrates são Platão, Xenofonte e Aristóteles (Alguns historiadores afirmam só se poder falar de Sócrates como um personagem de Platão, por ele nunca ter deixado nada escrito de sua própria autoria.). Os diálogos de Platão retratam Sócrates como mestre que se recusa a ter discípulos, e um homem piedoso que foi executado por impiedade. Sócrates não valorizava os prazeres dos sentidos, todavia se escalava o belo entre as maiores virtudes, junto ao bom e ao justo. Dedicava-se ao parto das idéias (Fedro) dos cidadãos de Atenas, mas era indiferente em relação a seus próprios filhos.
    O julgamento e a execução de Sócrates são eventos centrais da obra de Platão (Apologia e Críton). Sócrates admitiu que poderia ter evitado sua condenação (beber o veneno chamado cicuta) se tivesse desistido da vida justa. Mesmo depois de sua condenação, ele poderia ter evitado sua morte se tivesse escapado com a ajuda de amigos. A razão para sua cooperação com a justiça da pólis e com seus próprios valores mostra uma valiosa faceta de sua filosofia, em especial aquela que é descrita nos diálogos com Críton.Detalhes sobre a vida de Sócrates derivam de três fontes contemporâneas: os diálogos de Platão, as peças de Aristófanes e os diálogos de Xenofonte. Não há evidência de que Sócrates tenha ele mesmo publicado alguma obra. As obras de Aristófanes retratam Sócrates como um personagem cômico e sua representação não deve ser levada ao pé da letra.
    Sócrates casou-se com Xântipe, que era bem mais jovem que ele, e teve três filhos: Lamprocles, Sophroniscus e Menexenus. Seu amigo Críton criticou-o por ter abandonado seus filhos quando ele se recusou a tentar escapar antes de sua execução, mostrando que ele (assim como seus outros discípulos), parece não ter entendido a mensagem que Sócrates tenta passar sobre a morte (diálogo Fédon), antes de ser executado.
    Não se sabe ao certo qual o trabalho de Sócrates, se é que houve outro além da Filosofia. De acordo com algumas fontes, Sócrates aprendeu a profissão de oleiro com seu pai. Na obra de Xenofonte, Sócrates aparece declarando que se dedicava àquilo que ele considerava a arte ou ocupação mais importante: maiêutica, o parto das idéias. A maiêutica socrática funcionava a partir de dois momentos essenciais: um primeiro em que Sócrates levava os seus interlocutores a pôr em causa as suas próprias concepções e teorias acerca de algum assunto; e um segundo momento em que conduzia os interlocutores a uma nova perspectiva acerca do tema em abordagem. Daí que a maiêutica consistisse num autêntico parto de ideias pois, mediante o questionamento dos seus interlocutores, Sócrates levava-os a colocar em causa os seus "preconceitos" acerca de determinado assunto, conduzindo-os a novas ideias acerca do tema em discussão. Platão afirma que Sócrates não recebia pagamento por suas aulas. Sua pobreza era prova de que não era um sofista.
    Várias fontes, inclusive os diálogos de Platão, mencionam que Sócrates tinha servido ao exército em várias batalhas. Na Apologia, Sócrates compara seu período no serviço militar a seus problemas no tribunal, e diz que qualquer pessoa no júri que imagine que ele deveria se retirar da filosofia deveria também imaginar que os soldados devessem bater em retirada quando era provável que pudessem morrer em uma batalha.
    Algumas curiosidades: Sócrates costumava caminhar descalço e não tinha o hábito de tomar banho. Em certas ocasiões, parava o que quer que estivesse fazendo, ficando imóvel por horas, meditando sobre algum problema. Certa vez o fez descalço sobre a neve, segundo os escritos de Platão, o que demonstra o caráter legendário da figura Socrática.
    • 02 Maio 2009
  • ele viveu em massachusets e morreu dia 12/2/1213
    • 03 Maio 2009
  • À semelhança do que acontece com Pitágoras, nenhumas certezas se podem ter acerca dos hábitos alimentares de Sócrates. A única certeza é o facto de que se especula muita coisa acerca do seu ambiente e o mais provável é que parte do que a história nos revela sobre a vida dele permaneça inexacta. De quase todos os filósofos gregos que elaboraram teorias inovadoras, Sócrates foi o que mais pôs em causa a ordem vigente, estabelecida pelo poder político. Ora, aquilo que se conhece da vida de Sócrates é muito pouco. O Sócrates histórico é conhecido através de escritos, principalmente, de Platão, mas não só. Também Xenofonte e Aristófanes (escritores gregos da época e seus discípulos) escreveram sobre ele. Mais tarde, Aristóteles, o primeiro "historiador oficial" da filosofia, inscreve-o como o filósofo que revoluciona, pela primeira vez, o conceito de humanidade. Todavia, nunca o conheceu.
    Historicamente, o período em que decorre a vida de Sócrates situa-se entre 470 ou 469 a.C (nascimento) e, provavelmente, 399 a.C., ano no qual morreu, com 71 anos de idade. Não deixou quaisquer obras literárias ou escritos, pelo se torna difícil a determinação certa das suas ideias em torno da sociedade grega na altura, envolvendo a política, a religião e a intelectualidade de uma maneira geral.
    • 03 Maio 2009