Gloog  
Respostas · Local · Imagens · Vídeos · Notícias
    
Procurar palavra-chave em:          
Answer Search  


A atual Escravidão na Vida?


Alguem concorda comigo?
Na época dos escravos os negros trabalhavam 12hr por dia e recebiam por isso um lugar para morar e comida...
Hj em dia ñ importa a raça vc trabalha 10h por dia, passa 2h no transito para as mesmas coisas ter onde morar e oque comer.
Na escravidão passada ficavam no compo e tinham saúde, hj na cidade vc está na mesma escravidão e sem saude por cusa da poluição... somos mais escravos que antes? ah um progresso antes os negros eram escravos agora somos todos isso eh igualdade que o governo quer?
  • 07 Novembro 2008

Melhor resposta - Escolhida pelo autor da pergunta


Escravidão é uma das maiores ignorâncias praticadas pelo homem, de todas as épocas e partes do mundo. Esta prática, em que o ser humano se acha no direito de propriedade sobre outro, por meio da força, foi um avanço, no que se diz respeito ao desenvolvimento de muitas civilizações e novos países, em terras descobertas no ocidente, mas no campo da evolução humana, foi um enorme e degradante retrocesso.
Mesmo este flagelo humano da escravatura, tendo persistido e legalizado apenas poucos anos atrás, como foi o caso da Mauritânia em 1981, não se iludam, pois existem muitas formas de escravidão acontecendo no mundo inteiro, nos dias de hoje. Existe atualmente, escravidão voluntária onde aquele submisso por conta própria, esta se degenerando como ser humano, mais que os escravos forçados de outras épocas. Os antigos, sem outras alternativas, deixavam apenas seus corpos se submeterem à escravidão, porem suas almas e mentes, se faziam livres ao não aceitar, conscientemente, aquele mal que lhe era imposto. Não pense você, que isto jamais aconteceria contigo, pois hoje mesmo poderá estar vivendo, algum tipo de escravidão.
Você acha justo o salário que recebe, para realizar aquele serviço muitas vezes, humilhante de certa forma, à sua moral? È lógico que todo tipo e forma de serviços, enobrecem o homem, mas estarás ganhando o suficiente para realizá-lo? Se sua resposta for, não, certamente estas se subjugando ao praticar uma servidão injusta à aquilo que de fato mereceria.
Outras escravidões se fazem presentes, como as dos vícios por jogos ou bebidas, as paixões desenfreadas, que podem escravizar até teu sono, a prostituição, ao se submeter aos caprichos, às vezes doentios, daquele que se acham neste direito, por estar pagando por ele.
E aos animais, expostos a puxarem aquela carroça pesada, todos os dias, com o reio comendo solto no lombo, outros ainda a serem domesticados na base da paulada, para se prestarem a todos os tipos de servidão, que nome poderia ser dado a esta prática?
Seguem abaixo frases para uma reflexão a respeito deste tema.
Um abraço. Fique com Deus.

"A história da escravidão africana na América é um abismo de degradação e miséria que se não pode sondar."
(Joaquim Nabuco)

?È lógico que todos os tipos e formas de serviços, enobrecem o homem, mas estaria ganhando o suficiente para realizá-lo, ou seria isto uma forma explicita de escravidão??
(Ivan Teorilang)

?Existe atualmente, escravidão voluntária onde aquele submisso por conta própria, se submete mais do que os escravos forçados de outras épocas. Os antigos, sem outras alternativas, deixavam apenas seus corpos á mercê de seus algozes, porem suas almas e mentes, se fazia livres?.
(Ivan Teorilang)
  • resposta em: 08 Novembro 2008

  • aprovada em: 13 Novembro 2008

Outras Respostas (3)

  • n da pra comparar kara, tu tens razão no q se refera a hoje, mas hoje niguem rouba seus filhos pra vender por aí, se bem q hoje tem sequestros, ninguem te amara em troncos pra te açoitar, se bem q muita gente sai pra trabalhar e n volta vivo pra casa.
    ah cara! n sei mais d nada
    mas antes era pior sim.

    bd
    • 07 Novembro 2008
  • Oi!

    Concordo com você.
    Não aguento mais esse papo de negros, cotas etc. está todo mundo no mesmo barco.

    Leia esse texto de João Ubaldo que está rolando na internet.

    "Precisa-se de Matéria Prima
    para construir um País"
    A crença geral anterior era que Collor não servia, bem como Itamar e Fernando Henrique.
    Agora dizemos que
    Lula não serve.
    "Precisa-se de Matéria Prima
    para construir um País"
    Por isso estou começando a
    suspeitar que o problema
    não está no ladrão corrupto
    que foi Collor, ou na farsa
    que é o Lula.
    O problema está em nós.
    Nós como POVO.
    Nós como matéria prima de um país.
    Porque pertenço a um país onde a
    "ESPERTEZA?
    é a moeda que sempre é valorizada,
    tanto ou mais do que o dólar.
    Um país onde ficar rico da noite
    para o dia é uma virtude mais apreciada
    do que formar uma família, baseada em
    valores e respeito aos demais.
    Pertenço a um país onde, lamentavelmente,
    os jornais jamais poderão ser vendidos como
    em outros países, isto é, pondo umas caixas
    nas calçadas onde se paga por um só jornal
    E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO
    OS DEMAIS ONDE ESTÃO.
    Pertenço ao país onde as
    "EMPRESAS PRIVADAS" são papelarias particulares de seus empregados desonestos, que levam para casa, como se fosse correto, folhas de papel, lápis, canetas, clipes e tudo o que possa ser útil para o trabalho dos filhos...
    E para eles mesmos.
    Pertenço a um país onde a gente se
    sente o máximo porque conseguiu
    "puxar" a tevê a cabo do vizinho, onde
    a gente frauda a declaração de imposto
    de renda para não pagar ou pagar menos
    impostos.
    Pertenço a um país onde a
    falta de pontualidade é um hábito.
    Onde os diretores das empresas não
    valorizam o capital humano.
    Onde há pouco interesse pela ecologia,
    onde as pessoas atiram lixo nas ruas e
    depois reclamam do governo por não
    limpar os esgotos.
    Onde nossos congressistas trabalham
    dois dias por semana para aprovar
    projetos e leis que só servem para
    afundar o que não tem, encher o saco
    do que tem pouco e beneficiar só a alguns.
    Pertenço a um país onde as carteiras
    de motorista e os certificados
    médicos podem ser "comprados",
    sem fazer nenhum exame.
    Um país onde uma pessoa de idade
    avançada, ou uma mulher com uma
    criança nos braços, ou um inválido,
    fica em pé no ônibus, enquanto a
    pessoa que está sentada finge que
    dorme para não dar o lugar.
    Um país no qual a prioridade
    de passagem é para o carro e
    não para o pedestre. Um país
    onde fazemos um monte de coisa
    errada, mas nos esbaldamos em
    criticar nossos governantes.
    Como "Matéria Prima"
    de um país, temos muitas
    coisas boas, mas nos falta
    muito para sermos os
    homens e mulheres de que
    nosso País precisa.
    Esses defeitos, essa
    "ESPERTEZA BRASILEIRA"
    congênita, essa desonestidade em
    pequena escala, que depois cresce e
    evolui até converter-se em casos de
    escândalo, essa falta de qualidade
    humana, mais do que Collor, Itamar,
    Fernando Henrique ou Lula, é que
    é real e honestamente ruim, porque
    todos eles são brasileiros como nós,
    ELEITOS POR NÓS.
    Nascidos aqui, não em outra parte...
    Entristeço-me.
    Porque, ainda que Lula renunciasse
    hoje mesmo, o próximo presidente
    que o suceder terá que continuar
    trabalhando com a mesma matéria
    prima defeituosa que, como povo,
    somos nós mesmos.
    E não poderá fazer nada...
    Não tenho nenhuma garantia de que
    alguém o possa fazer melhor. Mas
    enquanto alguém não sinalizar um
    caminho destinado a erradicar primeiro
    os vícios que temos como povo,
    ninguém servirá.
    Nem serviu Collor, nem serviu Itamar,
    não serviu Fernando Henrique, e nem
    serve Lula, nem servirá o que vier.
    Qual é a alternativa?
    Precisamos de mais um ditador, para
    que nos faça cumprir a lei com a força e
    por meio do terror?
    Aqui faz falta outra coisa
    E enquanto essa "outra coisa" não comece
    a surgir de baixo para cima, ou de cima
    para baixo, ou do centro para os lados, ou
    como queiram, seguiremos igualmente
    condenados, igualmente estancados...
    Igualmente sacaneados!
    É muito gostoso ser brasileiro
    Mas quando essa brasilinidade
    autóctone começa a ser um empecilho
    às nossas possibilidades de
    desenvolvimento como Nação, aí a
    coisa muda...
    Não esperemos acender uma vela
    a todos os Santos, a ver se nos
    mandam um Messias.
    Nós temos que mudar! Um novo
    governante com os mesmos
    brasileiros não poderá fazer nada..
    Está muito claro...
    Somos nós os que temos que mudar.
    Agora, depois desta mensagem,
    francamente decidi procurar o
    responsável, não para castigá-lo,
    senão para exigir-lhe (sim, exigir-lhe)
    que melhore seu comportamento e
    que não se faça de surdo, de
    desentendido.
    Sim, decidi procurar o
    responsável e
    ESTOU SEGURO QUE
    O ENCONTRAREI
    QUANDO
    ME OLHAR NO ESPELHO.
    É O QUE EU SEMPRE DIGO.
    ?O GOVERNO SOMOS NÓS,
    OS POLÍTICOS, NEM TANTO ASSIM.?
    "MEDITE!!!"
    • 08 Novembro 2008

  • Escravidão é uma das maiores ignorâncias praticadas pelo homem, de todas as épocas e partes do mundo. Esta prática, em que o ser humano se acha no direito de propriedade sobre outro, por meio da força, foi um avanço, no que se diz respeito ao desenvolvimento de muitas civilizações e novos países, em terras descobertas no ocidente, mas no campo da evolução humana, foi um enorme e degradante retrocesso.
    Mesmo este flagelo humano da escravatura, tendo persistido e legalizado apenas poucos anos atrás, como foi o caso da Mauritânia em 1981, não se iludam, pois existem muitas formas de escravidão acontecendo no mundo inteiro, nos dias de hoje. Existe atualmente, escravidão voluntária onde aquele submisso por conta própria, esta se degenerando como ser humano, mais que os escravos forçados de outras épocas. Os antigos, sem outras alternativas, deixavam apenas seus corpos se submeterem à escravidão, porem suas almas e mentes, se faziam livres ao não aceitar, conscientemente, aquele mal que lhe era imposto. Não pense você, que isto jamais aconteceria contigo, pois hoje mesmo poderá estar vivendo, algum tipo de escravidão.
    Você acha justo o salário que recebe, para realizar aquele serviço muitas vezes, humilhante de certa forma, à sua moral? È lógico que todo tipo e forma de serviços, enobrecem o homem, mas estarás ganhando o suficiente para realizá-lo? Se sua resposta for, não, certamente estas se subjugando ao praticar uma servidão injusta à aquilo que de fato mereceria.
    Outras escravidões se fazem presentes, como as dos vícios por jogos ou bebidas, as paixões desenfreadas, que podem escravizar até teu sono, a prostituição, ao se submeter aos caprichos, às vezes doentios, daquele que se acham neste direito, por estar pagando por ele.
    E aos animais, expostos a puxarem aquela carroça pesada, todos os dias, com o reio comendo solto no lombo, outros ainda a serem domesticados na base da paulada, para se prestarem a todos os tipos de servidão, que nome poderia ser dado a esta prática?
    Seguem abaixo frases para uma reflexão a respeito deste tema.
    Um abraço. Fique com Deus.

    "A história da escravidão africana na América é um abismo de degradação e miséria que se não pode sondar."
    (Joaquim Nabuco)

    ?È lógico que todos os tipos e formas de serviços, enobrecem o homem, mas estaria ganhando o suficiente para realizá-lo, ou seria isto uma forma explicita de escravidão??
    (Ivan Teorilang)

    ?Existe atualmente, escravidão voluntária onde aquele submisso por conta própria, se submete mais do que os escravos forçados de outras épocas. Os antigos, sem outras alternativas, deixavam apenas seus corpos á mercê de seus algozes, porem suas almas e mentes, se fazia livres?.
    (Ivan Teorilang)
    • 08 Novembro 2008